Falando Sobre Suicídio

O suicídio é um assunto que ganha cada vez mais notoriedade na mídia e atenção das pessoas. É um assunto que faz parte da condição do ser humano, porém, traz grande desconforto ao ser mencionado. Sendo assim tentaremos fazer deste texto o mais sucinto e informativo possível sobre o assunto, para que este não seja tratado como forma banalizada ou, mesmo, um tabu.

O suicídio pode ser visto como um gesto de autodestruição, ou seja, é lido como a realização do desejo intenso de morrer, este desejo pode afetar as pessoas de todas as classes sociais e idades, geralmente causado pela exaustão e fragilidade emocional do individuo acometido.

Os motivos que levam uma pessoa a cometer suicídio podem ser diversos, geralmente, o desejo aparece em forma de uma urgência, uma sensação em aliviar pressões extremas, além disso, a pessoa possui sentimentos muito ambivalentes, causando angustias e o sentimento de precisar de atenção, ao mesmo tempo, uma solidão muito grande e profunda, ou seja, é um sentir insuportável, tendo isso em vista, a vontade de querer se matar está altamente ligada ao bem estar do indivíduo.

O ato de suicídio pode ser reduzido e evitado, segundo a OMS (Organização Mundial  de Saúde) é possível que obtendo condições mínimas ao ofertar ajuda é possível evitar até 90% que a pessoa cometa o ato. Atais condições mínimas são ajuda psiquiátrica, psicológica e procura pela qualidade de vida é um tratamento fundamental para pessoas que tenham pensamentos, planejamentos e tentativas de suicidas.

A ajuda psiquiátrica pode resolver o impulso e administrar drogas que melhorem o humor, disposição e a questão do impulso, já a psicoterapia serve de assistência de apoio ao paciente, compreensão de certas ações e humores de si próprio, ocorrendo, automaticamente uma melhora no bem estar do paciente.

Por mais, que seja algo corriqueiro e até parece sem importância, por não termos ações sobre os que tentam suicídio, é de extrema importância que o individuo busque por apoio e ajuda especializada, como médico psiquiatra e psicoterapeutas.

 

foto: google