A Ansiedade na Vida Real

“Estou sempre muito preocupado; estressado. Mal começou a semana e já estou pensando e pensando nos próximos dias, nos compromissos futuros, com aflição, medo. As vezes acordo a noite, com o ‘coração na boca, batendo rápido’ e o sono está leve, não durmo antes de repassar tudo o que fiz e o que preciso fazer amanhã.”       (Trecho de uma entrevista com um paciente ansioso)

O Transtorno de Ansiedade é um estado emocional cujo nível de apreensão é elevado, é comum o sujeito acometido sentir  expectativa de que algo ruim possa acontecer, acompanhado por várias reações físicas e mentais desconfortáveis. A ansiedade toma várias formas, como; transtorno do Pânico, Fobia Específica, Fobia Social, Estresse Pós-Traumático, Transtorno de Ansiedade Generalizado e Transtorno Obsessivo Compulsivo.

Porém, como este transtorno emocional se manifesta na nossa rotina? Os sintomas são claros:

  • preocupação excessiva por coisas grandes ou pequenas,
  • distúrbios de sono
  • problemas físicos (como indigestão crônica, músculos tensionados)
  • sensação de medo constante
  • comportamento e exigências perfeccionistas
  • sensação de se sentir incompleto ou infeliz
  • crises de ansiedade (suor frio, coração acelerado, tremores)

Porém, devemos prestar atenção a duração destes sintomas e a qualidade de vida que o individuo acometido possui. Segundo a OMS uma em cada três pessoas possuem um nível de ansiedade considerado como patológico. O tratamento desta doença é constituído pela parceria da avaliação e intervenção de médico psiquiatra e psicólogos.